Caderno do Arquivo 11 fala sobre Fundo dos Órfãos de Loulé

No próximo sábado, 10 de dezembro, vai ser lançado, pelas 15h, no Arquivo Municipal de Loulé, o «Caderno do Arquivo 11 – Fundo dos Órfãos de Loulé – Séculos XV e XVI», de Maria de Fátima Machado. Neste trabalho são trazidos a público dez documentos dos séculos XV e XVI do Arquivo Municipal de Loulé, que revelam procedimentos e modos de agir dos Juízes dos Órfãos em prol dos menores que tutelavam.
Mais do que os órfãos, muitas vezes anónimos, são os seus bens que estão em evidência na documentação. Nela podemos acompanhar a inventariação feita após a morte dos pais, a realização das partilhas, os litígios associados ao processo de transmissão patrimonial, as almoedas (leilões), as contas prestadas pelos tutores e os depósitos de dinheiro na arca dos órfãos. Outros olhares e outras leituras permitem assim novas e diferentes perspetivas sobre este período, mas também sobre esta terra e as suas gentes.
Doutora em História e mestre em História Medieval, Maria de Fátima Machado é investigadora do CITCEM (Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória) e professora de História no Agrupamento de Escolas Professor Carlos Teixeira e na Escola Superior de Educação / Instituto Politécnico do Porto. Os trabalhos que tem desenvolvido e publicado privilegiam a história económica e social, nomeadamente a assistência, e incidem especialmente sobre os séculos XV e XVI.

0 comentários:

Enviar um comentário