Exposição de Nuno Sá encerra com dois dias cheios de atividades na Biblioteca Municipal de Olhão


Termina este sábado, dia 25 de fevereiro, a mostra do fotógrafo de renome internacional Nuno Sá, que ao longo do mês tem vindo a mostrar o seu trabalho ao público olhanense na Galeria da Biblioteca Municipal José Mariano Gago. Para assinalar a passagem por Olhão de um espólio desta importância, a organização preparou um conjunto de atividades, a decorrerem no espaço da Biblioteca nestes últimos dois dias de exposição, e que contam com a presença do autor.
O programa começa esta sexta-feira, pelas 14h30, com uma palestra proferida por Nuno Sá, subordinada ao tema «Oásis», destinada aos alunos das escolas do 2.º e 3.º Ciclo. A atividade repete-se às 16h30, mas desta vez tem como público-alvo alunos do ensino secundário, universitário e investigadores. À noite, pelas 21h, o público em geral terá oportunidade de assistir aos Contos da Ria, uma atividade promovida pela Quercus e pela Associação de Pais da EB 2,3 João da Rosa, e que conta com João Rodrigues como convidado, biólogo e assistente de Nuno Sá.
No dia 25, sábado, a partir das 15h30, Nuno Sá convida o público em geral a assistir à sua palestra, que gira à volta de dois temas: «Captar os Oceanos - Fotografia de Conservação», onde será abordado o papel da fotografia de natureza como ferramenta de sensibilização e conservação ambiental; e «Mar, a última fronteira», que contempla a apresentação do recente projeto audiovisual com o mesmo nome, uma série televisiva que tem como principal objetivo a divulgação da vida marinha de Portugal. A Ria Formosa estará em especial destaque. A exposição «Oásis» é uma pequena amostra de momentos captados na imensidão do mar que rodeia o arquipélago dos Açores. Retrata algumas espécies bem conhecidas pelos seus habitantes e amantes da natureza que anualmente procuram estas ilhas, bem como acontecimentos únicos e de rara beleza que o autor teve o privilégio de testemunhar.
Nuno Sá, fotógrafo profissional desde 2004, especializou-se em fotografia de vida selvagem de temas marinhos. Conta com seis livros editados e é colaborador regular de várias revistas nacionais e internacionais, entre elas a National Geographic Portugal. Conta com trabalhos expostos em alguns dos maiores museus de história natural do mundo, tais como o London Natural History Museum e o Smithsonian National Museum of Natural History, em Washington. É membro da equipa europeia de elite de fotógrafos de natureza, «Wild Wonders of Europe», o maior projeto de fotografia de natureza a nível mundial, com um público esperado de mais de 100 milhões de pessoas, apoiado pela National Geographic Society.


0 comentários:

Enviar um comentário