Câmara de Loulé vai plantar mil árvores até ao final do ano


O presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo, anunciou, no dia 21 de março, que a Autarquia irá plantar um milhar de árvores no concelho, até ao final do ano, conforme previsto na Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas para ampliação e reforço das manchas verdes no território. No âmbito das comemorações do Dia Internacional das Florestas, efeméride ambiental que pretende reconhecer a importância da árvore no nosso quotidiano enquanto símbolo máximo da Natureza, o edil marcou presença em Quarteira para uma das ações de plantação realizadas, neste caso com os alunos do Agrupamento de Escolas Drª Laura Ayres.
Sobreiros, alecrins e medronheiros irão agora crescer em torno dos estabelecimentos de ensino localizados na zona de S. Pedro do Mar, num gesto simbólico que pretende ser um pequeno contributo para a sustentabilidade do Planeta. O autarca sublinhou o carácter pedagógico “na formação e na educação dos cidadãos de amanhã” desta ação, que nasce não só do trabalho realizado pela Autarquia, mas também daquele que tem sido feito pela própria escola, nomeadamente através da uma turma PIEF de Jardinagem. “Tudo isto tem um forte efeito de sensibilização dos mais novos para os valores da sustentabilidade ambiental e uma responsabilização das novas gerações para o cuidado que devem ter em relação ao espaço público, às manchas verdes que devem ser tratadas e acarinhadas no contexto urbano. Há aqui várias coisas que se conjugam com o objetivo final que é o de convocar as novas gerações para o cuidado do nosso Planeta”, considerou Vítor Aleixo.


Numa conversa com os alunos sobre a temática do ambiente, o autarca explicou que esta plantação contribuirá para a “oxigenação do Planeta”. “O Planeta é a nossa «casa comum», que está em perigo e é preciso enfrentar as ameaças”. Refira-se que, no conjunto das ações realizadas durante este dia no Concelho de Loulé, foram plantadas mais de 300 espécies arbóreas, entre as quais alfarrobeiras, sobreiros, ameixeiras, laranjeiras, amendoeiras, figueiras, entre outras.
No Agrupamento de Escolas Drª Laura Ayres, em Quarteira (Escola Secundária Drª Laura Aires, E.B.2,3 S. Pedro do Mar e EB1 N.º 2) foram plantadas mais de 150 árvores, envolvendo cerca de 400 alunos. Existiram também outras plantações em diversas escolas, nomeadamente nas EB1 de Clareanes e EB1 Hortas de Santo António de Loulé, que contaram com a participação da Guarda Nacional Republicana e da Associação de Produtores Florestais da Serra do Caldeirão. Houve ainda lugar a plantações nas escolas EB 1 N.º 4 de Loulé e no Jardim de Infância de São João da Venda, em Almancil.
A Autarquia procedeu igualmente a plantações de espécies arbustivas em vários espaços da cidade de Loulé, com o envolvimento dos utentes das Associações EXISTIR, UNIR e ASMAL: no recinto do jogo da malha, espaço recreativo e adjacente ao Parque Municipal de Loulé e nas urbanizações «Janelas de Loulé» e «Habifuturo», com o intuito de, não só valorizar a componente estética para a paisagem urbana, quebrando a monotonia das construções, mas sobretudo a componente ambiental. À semelhança do que tem acontecido nos últimos anos, durante toda a manhã, a Divisão de Ambiente, Espaço Público e Transportes, conjuntamente com a Divisão de Proteção Civil e da Vigilância distribuíram mais de 1200 espécies arbóreas e arbustivas à população como forma incentivar a plantação de mais árvores com o objetivo de melhorar a qualidade do ar e da temperatura, contribuindo assim para a sustentabilidade ambiental. O ICNF - Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas foi a entidade que ofereceu grande parte destas árvores que agora irão trazer mais zonas arborizadas ao território concelhio.

0 comentários:

Enviar um comentário