Portugal falha qualificação para o Mundial de Ténis em Cadeira de Rodas


A seleção nacional masculina de cadeira de rodas concluiu, no dia 25 de março, a sua participação na Fase de Qualificação Europeia do Campeonato do Mundo de Equipas de Ténis em Cadeira de Rodas, com um 10.º lugar, depois da derrota por 2-0 frente à Croácia. O evento da Federação Internacional de Ténis (ITF), coorganizado pela Premier Sports e a Federação Portuguesa de Ténis (FPT), encerrou com a vitória da Polónia na Vilamoura Tennis Academy.
Depois de dois triunfos seguidos frente a Irlanda e a Estónia, Portugal tinha a esperança de vergar a Croácia e conseguir o 9.º lugar, entre 13 países participantes no torneio masculino, apesar da equipa nacional ter perdido por 2-1 no ano passado. No entanto, num dia chuvoso, que teve de começar algumas horas mais tarde do que o previsto, a Croácia mostrou-se sempre superior e nem foi preciso disputar-se o encontro de pares, dado que Portugal perdeu os dois singulares, sempre em dois sets. Carlos Leitão soçobrou diante de Anton Joskic por 6-4 e 6-0, enquanto João Sanona, de novo promovido a n.º 1 português, foi desfeiteado por Drazen Miksic por 6-4 e 6-4.
Também a final masculina prescindiu do duelo de pares, tal a superioridade da Polónia, a primeira cabeça de série, sobre a Áustria, a segunda pré-designada da prova. Em encontros que decorreram em simultâneo e em courts contíguos, para acelerar a programação atrasada pela chuva, a Polónia venceu os dois singulares, que se concluíram com poucos minutos de diferença. Tadeusz Kruszelnicki, um antigo n.º 1 mundial e, aos 62 anos, ainda 31.º da hierarquia da ITF, derrotou Martin Legner (33.º ITF) por 6-0 e 6-4; enquanto Kamil Fabisiak, o 17.º do ranking (o melhor cotado do torneio) levou a melhor sobre Nico Langmann (26.º ITF) por 6-2 e 6-1.

0 comentários:

Enviar um comentário