Silves vai ter nova Unidade de Saúde Móvel de Proximidade


O Município de Silves irá ter uma nova Unidade de Saúde Móvel de Proximidade, com a aquisição a resultar de uma candidatura conjunta com a Administração Regional de Saúde do Algarve, I. P. ao Programa Operacional (PO) CRESC Algarve 2020, num custo total elegível de 100 mil euros (80 mil euros de apoio da União Europeia e 20 mil euros de apoio financeiro nacional).Este investimento integra uma candidatura entre sete municípios do Algarve e a ARS visando reforçar a rede de infraestruturas sociais e de saúde em municípios com territórios rurais e de baixa densidade.
Cada uma das unidades possibilitará a prestação de cuidados de saúde primários programados a públicos específicos (idosos, populações rurais, etc.), reduzindo as desigualdades e promovendo a inclusão; consultas médicas e de enfermagem, diagnósticos e outros atos de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS); e seguimento regular da saúde de populações com dificuldade no acesso às unidades funcionais fixas do SNS. As unidades móveis estarão equipadas para realização de atos de diagnóstico e vigilância, podendo ser utilizadas por médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde dos cuidados de saúde primários do Serviço Nacional de Saúde, para complementar a oferta das unidades funcionais dos Agrupamentos de Centros de Saúde do Algarve (Barlavento, Central e Sotavento), contando ainda com o apoio de outros profissionais, assegurados pelas respetivas câmaras municipais.
Cada unidade de saúde móvel é propriedade da respetiva autarquia, sendo alvo do estabelecimento de acordos de cooperação e de outros instrumentos de gestão, onde a ARS Algarve ficará responsável por assegurar os profissionais de saúde e os materiais de consumo clínico e cada câmara municipal a operacionalidade da unidade de saúde móvel, incluindo de profissional que a conduz. Numa segunda fase serão beneficiários mais três municípios, passando o Algarve a dispor de 10 unidades de saúde móveis de proximidade para prestação de cuidados de saúde de proximidade a populações residentes em territórios rurais e de baixa densidade dos concelhos de Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Loulé, Monchique, Portimão, São Brás de Alportel, Silves e Tavira, num investimento total de um milhão de euros (apoiado em 800 mil euros pelo FEDER). O investimento será realizado em 2017 e 2018, conjuntamente para as duas fases, contando ainda com o apoio da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL).

0 comentários:

Enviar um comentário