Diva da Bossa Negra apresenta-se no Teatro das Figuras


A diva da bossa negra Elza Soares apresenta o seu concerto «A Mulher do Fim do Mundo», no palco do Teatro das Figuras, no dia 14 de junho. A vinda da cantora brasileira a Faro está incluída numa tournée nacional, que inclui um concerto no Coliseu dos Recreios em Lisboa, a participação no NOS Primavera Sound, no Porto e um concerto no Funchal. 
O disco foi altamente aclamado pela crítica internacional e valeu a Elza Soares um Grammy Latino em 2016. É um álbum apocalíptico, de samba sujo e experimental, onde se abordam temas como o racismo, a violência doméstica, transexualidade e drogas, passa por diversos géneros musicais do samba ao rock, sem esquecer o rap e a eletrónica, naquele que é o 34.º disco da cantora octogenária.
Toda a sua música reflete uma vida atribulada. Nascida numa favela do Rio de Janeiro, filha de uma lavadeira e de um operário e músico amador, foi obrigada a casar pelo pai quando tinha 12 anos e aos 13 já era mãe. Ficou célebre a sua resposta quando, aos 16 anos se estreou na rádio, e pela sua figura frágil lhe perguntaram de que planeta vinha, ao que a jovem Elza respondeu “Do planeta da fome”. Dos sete filhos que teve, perdeu quatro em circunstâncias trágicas. Ficou também destroçada com a morte de um dos seus ex-maridos, o mítico Garrincha, com quem esteve casada 15 anos.
Elza teve que lidar com o alcoolismo do futebolista e foi vítima de violência doméstica. Vive atualmente a apoteose de uma vida dedicada à música e leva aos palcos uma «ópera» emocional que retrata as mazelas da sociedade, instigando o espetador à reflexão sobre a condição do indivíduo numa sociedade violenta, com críticas sociais e políticas da realidade brasileira e porque não do mundo.