Suíços e Finlandeses no topo dos clientes da Garvetur


Investidores suíços e finlandeses encontram-se no topo das vendas da Fase II de L’Orangerie, em Vilamoura, de cujas unidades recém-construídas a Garvetur é a mediadora oficial, enquanto os ativos de Vila Sol - B16 têm atraído compradores irlandeses, franceses e suecos.
A comercialização da fase II do empreendimento L'Orangerie até ao primeiro trimestre de 2017 já abrangeu 68 por cento das unidades, adquiridas por compradores suíços, portugueses, finlandeses, a que se juntam as nacionalidades inglesa e francesa. Tendo-se iniciado a comercialização em finais de 2016, houve uma forte adesão de investidores que, em apenas cinco meses, resultou num volume de negócios de oito milhões de euros.  
Quanto ao empreendimento Vila Sol-B16, localizado junto ao campo de golfe, nos três meses iniciais de 2017 foram adquiridas mais 20 por cneto das propriedades, sendo que até ao último trimestre de 2016 tinham já sido comercializados seis milhões de euros de ativos do complexo, correspondendo a 60 por cento das propriedades no mercado. Entre as principais nacionalidades compradoras estão a irlandesa, francesa, sueca, portuguesa e inglesa. Segundo Reinaldo Teixeira, a chave de sucesso para a comercialização de ativos assenta nos contratos exclusivos de mediação, respetivamente com a Vilamoura World promotora de L’Orangerie e a Caixa Geral de Depósitos.


De acordo com o administrador da Garvetur SA, está a haver uma resposta muito positiva dos mercados à estratégia da mediadora imobiliária, que tem diversificado a sua promoção com a presença em eventos e salões imobiliários junto de mercados de procura tradicionais e emergentes, dentro e fora da Europa. Recorde-se que a Garvetur criou uma abordagem inovadora em Portugal, ao intervir em todo o ciclo de investimento nas vertentes imobiliária e turística, aposta consolidada com a criação da Enolagest, SGPS, que lhe permite desenvolver sinergias e um know-how direcionado para um padrão exclusivo. “Os serviços de valor acrescentado para empresas e investidores nacionais e internacionais são garantidos pelas nossas equipas, quer para projetos imobiliários com potencial, como para novos parceiros cuja visão de mercado seja complementar à nossa”, salienta Reinaldo Teixeira.