Algarve é o destino eleito pela maioria dos portugueses para as férias de Verão


Este Verão, o Algarve é o destino número um para os portugueses que pretendem passar as suas férias em Portugal: a região reúne 23 por cento das preferências dos inquiridos, contra os 9 por cento do segundo destino mais votado da lista, revela o estudo do Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo.
O «Sol e Mar» é a principal motivação para a escolha do destino de férias dos portugueses, seguido da «Natureza» e da «Cultura», produtos turísticos em que o Algarve é reconhecido mundialmente pela sua oferta de excelência. O descanso proporcionado, o clima, a diversidade cultural e natural, o facto de o destino ser family friendly e a segurança são outros fatores apontados pelos inquiridos.
Agosto continua a ser o mês preferido dos turistas nacionais, com destaque, na hotelaria, para os hotéis de quatro estrelas, que recolhem 19,4 por cento das respostas. Cada inquirido que tenciona passar férias em Portugal prevê gastar em média 37 euros por noite. Assim, estima-se que cada turista gaste em média nas suas férias de verão 436 euros, um valor ligeiramente superior ao apontado em anos anteriores. A duração média da estada situa-se nas oito noites. Dos que optam por viajar para o exterior, 14 por cento elege Espanha como destino para este Verão.
A internet é o principal meio para a marcação de férias, embora as agências de viagens tradicionais continuem a desempenhar um papel relevante para os portugueses. Os resultados do estudo divulgado pelo IPDT vêm reforçar as previsões da Região de Turismo do Algarve para este Verão. “O Algarve assume-se há muitos anos como o destino de eleição dos turistas nacionais e internacionais, principalmente na considerada época alta. Embora a região esteja a diversificar a sua oferta para todo o ano, continuamos a ser para muitos o melhor destino de praia de Portugal. Isto devido à oferta de praias maravilhosas, de um clima fantástico, de uma oferta hoteleira de excelência e de muitos outros atributos, como a gastronomia e vinhos, a hospitalidade, a segurança e a agenda cultural diversificada”, afirma o presidente da RTA, Desidério Silva.
O estudo foi desenvolvido com base em 427 questionários, recolhidos entre os dias 19 de maio e 4 de junho de 2017, com o objetivo de aferir a intenção de férias dos residentes em Portugal durante os meses de Verão.

0 comentários:

Enviar um comentário