Olhão já ostenta bandeiras azuis em todas as praias do concelho


Desde dia 6 de junho que as praias do concelho de Olhão ostentam Bandeiras Azuis. As cerimónias aconteceram ao longo de toda a manhã e contaram com a presença, para além do vereador Carlos Martins e do comandante da Capitania do Porto de Olhão Nunes Ferreira, de representantes da Agência Portuguesa do Ambiente e da Administração Regional de Saúde do Algarve.
Nesta época balnear, as quatro praias do concelho – Armona-Mar, Armona-Ria, Fuseta-Mar e Fuseta-Ria – foram galardoadas com a Bandeira Azul e a Fuseta-Ria voltou a receber a distinção «Praia Acessível – Praia para Todos», um projeto conjunto do Instituto Nacional para a Reabilitação, da Agência Portuguesa do Ambiente e do Turismo de Portugal. Este símbolo de reconhecimento de qualidade ambiental junta-se o de «Qualidade de Ouro» da Quercus, que distingue igualmente, pela primeira vez esta época balnear, as quatro praias olhanenses.
A Bandeira Azul é um galardão ambiental atribuído anualmente às praias, marinas e portos de recreio que cumpram um conjunto de critérios de gestão e educação ambiental, informação, qualidade da água balnear, serviços e segurança dos utentes. Em Portugal, o galardão é desenvolvido pela ABAE, secção portuguesa da Foundation for Environmental Education (FEE) e conta com o apoio técnico da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), entre outras entidades públicas e privadas com responsabilidades na gestão das praias, marinas e portos de recreio. O galardão «Qualidade de Ouro» classifica as zonas balneares que apresentam melhores resultados em vários critérios, como qualidade da água «Excelente» nas cinco últimas épocas balneares ou resultados melhores do que um valor indicativo da diretiva comunitária sobre esta matéria, para as bactérias esterococos intestinais e escherichia coli.
O Programa «Praia Acessível – Praia para Todos» foi criado em 2004 e distingue as praias portuguesas que assegurem condições de acessibilidade com a maior autonomia possível a todas as pessoas, independentemente da sua idade, de possíveis dificuldades de locomoção, ou de outras incapacidades que condicionem a sua mobilidade, requisitos cumpridos pela praia da Fuseta-Ria. Durante as cerimónias do hastear das bandeiras, o vereador com o pelouro do Ambiente, Carlos Martins, sublinhou que estas bandeiras são “o resultado de anos de trabalho, sempre com um profundo respeito por esta área protegida em que nos inserimos”. “É para nós um desígnio maior preservar a qualidade das nossas praias, quer porque se encontram numa zona sensível do ponto de vista do equilíbrio ambiental, quer porque queremos proporcionar as melhores condições a quem nos visita, mas também às muitas famílias olhanenses, que não dispensam as nossas praias”, reforçou Carlos Martins.