Portimão apresentou Plano Operacional Municipal para prevenir e combater os Incêndios Florestais


A autarquia de Portimão apresentou, no dia 30 de maio o seu Plano Operacional Municipal de prevenção e combate aos Incêndios Florestais para o ano de 2017, numa sessão pública que teve lugar no CIRM – Clube de Instrução e Recreio Mexilhoeirense. Para além da edil Isilda Gomes, marcaram presença na sessão os restantes elementos do executivo camarário, presidentes de junta, membros da assembleia municipal e de freguesia, e representantes do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, Bombeiros de Portimão, Forças e Serviços de Segurança, Associações de Produtores Florestais, Corpo Nacional de Escutas, Cruz Vermelha Portuguesa, dirigentes da Câmara Municipal e demais entidades cooperantes que concorrem para a Defesa da Floresta Contra Incêndios no concelho.
O Plano Operacional Municipal, que é aprovado anualmente pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, em sede da Comissão Municipal da Defesa da Floresta contra Incêndios, materializou a estratégia que está delineada pelo Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios para 2017 e, no final da sua apresentação pública, Isilda Gomes reiterou “a plena confiança em todas as mulheres e homens que diariamente garantem a defesa da nossa floresta”, realçando o profissionalismo, a dedicação e competência de todo o dispositivo e garantindo que “o trabalho de casa foi feito e o poder político deve disponibilizar todas as ferramentas essenciais para que estas forças possam desempenhar a sua missão em segurança e com eficiência”.
A presidente da Câmara Municipal de Portimão apelou ainda à adoção de comportamentos seguros por parte dos cidadãos, “pois a maior parte dos incêndios ocorre por ação humana”. “Portugal sem fogos depende de todos”, frisou. No final da sessão, a cadeia de hipermercados Jumbo, representada pelo Diretor Luís Ângelo, entregou um kit de alimentação à autarca, enquanto Autoridade Municipal de Proteção Civil, e ao Presidente da Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Portimão, Álvaro Bila, enquanto entidade responsável pela coordenação do apoio logístico alimentar nos teatros de operações, firmando com este ato simbólico o seu apoio na disponibilização gratuita de alimentos para constituir os referidos kits.


Por ocasião desta apresentação, foram entregues, no Adro da Igreja Matriz da Mexilhoeira Grande, equipamentos de proteção individual e de uso coletivo para o combate a incêndios florestais, combate a incêndios urbanos e industriais, matérias perigosas e outras áreas de apoio logístico para as operações de proteção e socorro. Teve ainda lugar uma exposição estática com demostração de meios e recursos, reflexo do investimento que autarquia tem realizado neste âmbito e que, no presente ano, se aproximará do milhão de euros, mantendo-se o mesmo investimento que ocorria quando existia a taxa municipal de proteção civil.
A cerimónia culminou com o juramento e ingresso de dez novos operacionais nos Bombeiros de Portimão. Após concluírem o Curso Inicial de Bombeiro com aproveitamento e um processo de estágio em contexto real de trabalho, com mais de mil horas de preparação, realizaram, perante o Estandarte da Instituição que agora servem, o juramento de bombeiro, que representa uma confirmação de responsabilidade e um compromisso para com os valores dos Bombeiros de Portimão nesta missão de interesse público. A todos eles a Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Portimão entregou os respetivos Equipamentos de Proteção Individual, num investimento de três mil euros por elemento.