Quim Barreiros e sardinhada são atrativos na Festa Solidária de Montenegro

Quim Barreiros é a principal atracão da Festa Solidária de Montenegro que acontece nos dias 23 e 24 de junho, numa organização da Junta de Freguesia de Montenegro. Esta festa anual já tem lugar de destaque no calendário de animação no sotavento algarvio e promete verdadeiros momentos de diversão com música, espetáculos de dança, marchas e boas experiências gastronómicas com a street food, à base de sushi e porco no espeto.
Na edição deste ano, não falta também a sardinhada solidária, que desta vez vai beneficiar a Associação Sociocultural Amigos de Montenegro. O evento promove o convívio entre residentes e visitantes e, simultaneamente, permite apoiar as instituições locais que trabalham em prol de toda a população. “Temos contado sempre com a preciosa ajuda dos participantes da festa, que oferecem géneros alimentares mas também donativos em dinheiro, o que este ano é o mais indicado para podermos ajudar uma Associação que enfrenta sérias dificuldades financeiras”, refere o Presidente da Junta de Freguesia Steven Sousa Piedade. De forma a facilitar a entrega dos donativos pecuniários, será instalada uma tômbola no recinto da festa, onde são aguardadas muitas centenas de visitantes nacionais e estrangeiros que já percorrem o Algarve nesta altura do ano.
Concentrada na Rua Júlio Dinis, a Festa Solidária abre portas às 18h de sexta-feira. Uma hora depois será apresentada a primeira parte de um desfile de moda, seguido por um espetáculo de hip-hop pelos Urban Xpression. Um dos momentos aguardados deste dia é a entrega de distinções honoríficas a figuras marcantes da Freguesia, cerimónia que incluirá uma homenagem ao médico José Santos Pereira, fundador da Associação Oncológica do Algarve e grande impulsionador da luta contra o cancro em Portugal.
O cabeça de cartaz do evento, Quim Barreiros, subirá ao palco depois da segunda parte do desfile de moda e, a partir das 22h, promete animar a freguesia com música contagiante e o seu estilo muito característico. “Há sempre o cuidado de elaborar um programa que agrade ao máximo de pessoas, tendo em conta o cariz desta festa. Para além da natureza solidária, não descurámos o propósito de promover dois dias de grande divertimento, pois a alegria deve estar sempre presente na vida das pessoas”, sublinha Steven Sousa Piedade.
No sábado, dia 24, o ponto alto da festa começa cedo, com a famosa sardinhada solidária que atrai anualmente muitas dezenas de apreciadores desta iguaria às ruas de Montenegro. Tony da Favela é o primeiro a aquecer o ambiente com um espetáculo muito interativo, que irá preparar o público para acompanhar a Marcha de Bordeira e aplaudir o Festival de Folclore, que começa às 21h30.