Autarquia de Albufeira apoia bombeiros na aquisição de novos equipamentos


A Câmara Municipal de Albufeira decidiu apoiar financeiramente a aquisição de vários equipamentos destinados à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Albufeira, num valor aproximado de 188 mil euros, para ajudar a Corporação a melhorar a resposta em todas as situações de risco no âmbito da sua missão, nomeadamente na proteção de pessoas e bens, no combate a incêndios, proteção civil, socorrismo e transporte de doentes, socorro a náufragos e queda de falésias.
Das necessidades mais prementes apresentadas pela Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Albufeira à Câmara Municipal fazem parte a aquisição de um veículo polivalente com cabine dupla e caixa aberta, duas motos de emergência médica e 100 pares de botas, meios que irão contribuir para a melhoria das condições de trabalho dos bombeiros, quer no seu dia-a-dia, quer no teatro de operações. A lista inclui ainda a substituição da cobertura do Quartel, composta por telhas de fibrocimento contendo amianto e que apresentam zonas a requer intervenção imediata, de forma a evitar riscos em matéria de saúde para os utilizadores do espaço.
De acordo com informação disponibilizada pelo Comando, o contínuo aumento da atividade operacional, principalmente no âmbito da emergência médica, tem confrontado os Bombeiros de Albufeira com a impossibilidade de responder a um número significativo de ocorrências por indisponibilidade de meios. “Só este ano, até 30 de junho, registámos 2684 ocorrências, mais 193 do que no período homólogo de 2016. Do total, não conseguimos responder a 488 solicitações porque não tínhamos meios disponíveis. No ano passado recebemos 5467 ocorrências, das quais 1220 ficaram sem resposta porque todos os meios estavam ocupados”, refere o comandante António Zua Coelho.


Face a esta situação “urge encontrar respostas alternativas”, destaca o presidente da Direção da Associação dos Bombeiros Voluntários de Albufeira. “A solução encontrada passou pela aquisição de duas motos de emergência médica, devidamente equipadas com desfibrilhadores e equipamentos de suporte básico de vida, que, em caso de não haver ambulâncias disponíveis, irão garantir a primeira assistência às vítimas. Com este projeto, que é pioneiro na região, iremos conseguimos ganhar tempo até que cheguem os meios apropriados. Tempo que é precioso para salvar vidas”, sublinha José Carlos Rolo.
Graças à sua rapidez e agilidade, os veículos permitem, igualmente, uma rápida intervenção em caso de alerta de incêndio e noutro tipo de ocorrências, principalmente dentro do perímetro urbano. O veículo de cabine dupla e caixa aberta destina-se a fazer face às necessidades permanentes de transporte de pessoal e de material. A sua aquisição irá permitir a substituição de duas viaturas, uma no ativo com mais de 22 anos e outra com 19 anos que foi abatida por já não se justificar a sua reparação.
Refira-se que, no final de 2016, a Câmara Municipal comparticipou, com a atribuição de uma verba no valor de 244 mil e 860 euros, a aquisição de nova viatura de combate a incêndios urbanos. O veículo dispõe de equipamento com grande mobilidade e capacidade de intervenção em zonas de difícil acesso. Para além disso, tem todas as condições necessárias para combater fogos urbanos, efetuar salvamentos e desencarceramentos, escoramentos, resgates em espaços limitados e intervenção em zonas de risco elétrico.


Juntamente com os veículos e pessoal bem treinado é necessário que os Bombeiros estejam devidamente equipados para que possam atuar com eficácia em todo o tipo de situações. Assim sendo, no início de julho, a autarquia albufeirense entregou 100 novos equipamentos de proteção individual, no valor de 72 mil euros, para utilização no combate a incêndios urbanos, com vista a melhorar as condições de segurança dos operacionais no terreno. No início do ano, a Corporação recebeu um equipamento que é único no país - uma motobomba de elevado caudal (a Super Betsy)) - que permite intervir em situação de cheias e inundações, bem como no abastecimento de água a veículos e outros equipamentos de combate a incêndios a partir de fonte natural ou artificial.
Carlos Silva e Sousa refere que os apoios à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Albufeira inserem-se no âmbito objetivos estratégicos do Município destinados a garantir a segurança da população, área em que os Bombeiros desempenham um papel fundamental. “Albufeira é um dos destinos turísticos mais procurados a nível nacional e internacional, o que leva a que durante o verão a população aumente cerca de quatro vezes em relação aos restantes meses do ano. Temos uma enorme pressão e todos os holofotes concentrados em nós, razão por que as questões relacionadas com a segurança de residentes e turistas estão na linha da frente das preocupações de quem intervém na gestão do Concelho”, destaca o presidente da Câmara Municipal de Albufeira. 

0 comentários:

Enviar um comentário