Benagil passa a contar com uma mota de água para vigilância balnear


No dia 21 de julho, a Câmara Municipal de Lagoa, o Instituto de Socorros a Náufragos e a Capitania de Portimão assinaram um Protocolo de Colaboração, no sentido de melhorar a qualidade do salvamento aquático na praia de Benagil, através da utilização de uma mota de água. A cerimónia contou com a presença do Diretor do Instituto de Socorros a Náufragos, Capitão de Mar e Guerra Paulo Costa, do Capitão do Porto de Portimão, Capitão-de-Fragata Ricardo Arrabaça, do Presidente da Câmara Municipal, Francisco Martins, da Vereadora com o pelouro do Litoral, Anabela Simão, do Patrão da Estação do Salva-Vidas de Ferragudo, Pedro Cardoso e a sua equipa e dos nadadores salvadores da praia de Benagil.
O autarca lagoense reconheceu a importância deste novo meio de salvação que irá permitir uma intervenção mais rápida e, assim, uma melhor assistência aos banhistas e agradeceu o empenho e a atividade do ISN de Ferragudo, que agora conta com um apoio avançado. Já o Diretor do ISN referiu que a excelência em matéria de salvamento aquático é o objetivo comum das entidades que agora se associam, através daquele Protocolo que regula a cedência, pelo ISN, de uma mota de água que ficará ao serviço da equipa de nadadores salvadores daquela praia, contratados pela Câmara Municipal de Lagoa. Por sua vez, o Capitão do Porto de Portimão congratulou-se com a parceria agora desenvolvida, realçando que foi com todo o prazer que a Capitania do Porto de Portimão disponibilizou os meios para a formação necessária a operar este meio complementar de salvamento, otimizando assim o serviço prestado aos banhistas.
Esta iniciativa deveu-se à elevada procura das atividades balnear e marítimo-turísticas baseadas na praia de Benagil. A proximidade de um enorme algar, estrutura geológica típica do maciço cársico em que o litoral de Lagoa se insere, conhecida por Algar do José Rodeira ou Algar de Benagil, abriga uma praia no seu interior e atrai milhares de visitantes que para lá se deslocam de barco ou mesmo a nado, sobretudo durante o Verão. O facto dá origem a frequentes situações de emergência, muitas vezes criadas por uma boa dose de imprudência e desconhecimento dos perigos envolvidos. Essas ocorrências obrigam à mobilização de meios que demoram algum tempo a chegar ao local, devido à distância a que se encontra a Estação do Salva-Vidas de Ferragudo, pelo que a mota de água poderá fazer a diferença, determinando um maior sucesso das operações de salvamento.


0 comentários:

Enviar um comentário