Câmara Municipal de Albufeira investe 13,5 milhões na melhoria das acessibilidades viárias


Nos últimos quatro anos, a Câmara Municipal de Albufeira adjudicou 46 empreitadas de repavimentação de arruamentos por todo o concelho, numa extensão de 100 quilómetros, que totalizou 12 milhões e 660 mil euros. “O investimento em acessibilidades viárias tem vindo a crescer ao longo deste mandato, com um investimento de cerca de 53 por cento em 2016, o que equivale a cerca de cinco milhões de euros, perspetivando-se para este ano um valor de investimento idêntico ou superior”, garante José Carlos Rolo, vice-presidente da Câmara Municipal de Albufeira com o pelouro da Rede Viária.
Além das empreitadas de pavimentação, a autarquia efetuou vários trabalhos de manutenção de vias, que incluíram a construção e reparação de passeios e calçadas, a execução de pinturas de pavimento e a colocação de sinalização vertical. Foram ainda substituídas 45 passadeiras pintadas, por calçada grada branca ou pavê, com o objetivo de melhorar a visibilidade e aumentar o seu tempo de vida útil, e construídas 12 passadeiras sobrelevadas em alguns pontos críticos do concelho como medida de redução de velocidade. “O Município de Albufeira tem levado a cabo um conjunto de intervenções para melhorar as acessibilidades e a segurança nas várias freguesias. De 2014 até ao presente já investimos cerca de 13,5 milhões de euros em obras na rede viária, que incluem repavimentações, construção e reparação de passeios e calçadas, passadeiras, pinturas de estrada e aquisição de sinalética vertical”, explica José Carlos Rolo, assegurando que o objetivo é proporcionar à população mais conforto, mais segurança e melhor espaço público.
Refira-se que a Câmara Municipal de Albufeira se encontra também a investir na substituição da iluminação pública convencional por tecnologia LED. No total já foram substituídas 325 luminárias, o que “implicou um investimento municipal superior a 90 mil euros e representa uma poupança anual a rondar os 32 mil euros, prevendo-se o retorno do investimento em menos de três anos”, explicou José Carlos Rolo, também com o pelouro da Iluminação Pública.