Freguesia de Olhão assinou protocolo com Estabelecimento Prisional de Olhão


O primeiro ato protocolar realizado na nova sede da Freguesia de Olhão, inaugurada no dia 10 de julho, ocorreu entre a Freguesia e o Estabelecimento Prisional de Olhão, mais concretamente entre o presidente Luciano Jesus, o Diretor-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, Celso Manata, e o novo Diretor do Estabelecimento Prisional de Olhão, Júlio César de Melo. Aproveitando estímulos do Instituto do Emprego e Formação Profissional, o protocolo celebrado entre as duas entidades visa reintegrar dois reclusos, através da sua inclusão em postos de trabalho da Freguesia de Olhão, proporcionando-lhes o regresso ao mundo laboral como forma de reconhecimento social da sua reabilitação.   
Na ocasião, Celso Manata salientou que “os presos têm de sentir-se úteis à sociedade”, acreditando ser “este o caminho certo, no sentido de dar uma segunda oportunidade a quem cometeu delitos, mas com muita segurança”, sublinhando ainda que “isso é impossível sem o apoio das autarquias”. Com o objetivo de “promover as liberdades condicionais”, o Diretor-Geral acredita que estes protocolos são visionários, defendendo que “a reinserção social é um trabalho que tem de ser feito em comunidade”.
Por sua vez, Luciano Jesus salientou que a Freguesia de Olhão foi a primeira entidade pública do concelho a estabelecer sinergias com o Estabelecimento Prisional de Olhão e recordou a obra realizada nos viveiros dos espaços verdes, “que foram recuperados de forma exemplar pelos reclusos, a baixo custo, defendendo o erário público e promovendo a reinserção dos indivíduos privados da sua liberdade”. A participação dos reclusos dos Estabelecimentos Prisionais de Olhão e de Faro na «Missão limpar paraísos de Olhão», que recolheu, no Verão passado, 1,8 toneladas de lixo de uma das ilhas da Ria Formosa, também foi lembrada pelo autarca.


0 comentários:

Enviar um comentário