«Jazz no Palácio» traz Salvador Sobral a Tavira


O «Jazz no Palácio» decorre de 20 a 22 de julho, pelas 22h, e conta este ano com a presença de Mário Laginha Trio (dia 20, pátio do Palácio da Galeria), Salvador Sobral (dia 21, parque do Palácio da Galeria) e Gabi Buarque (dia 22, pátio do Palácio da Galeria).
O pianista Mário Laginha gosta de navegar por muitos mundos sonoros e, para o confirmar, basta espreitar os discos que gravou com a cantora Maria João, marcados pela linguagem do jazz, mas nos quais perpassam influências que vão da música portuguesa e clássica até à pop anglo-saxónica ou às músicas brasileira e africana. No dia 20, Mário Laginha apresenta-se ao piano, no pátio do Palácio da Galeria, acompanhado de Bernardo Moreira (contrabaixo) e Alexandre Frazão (bateria).
No dia 21, Salvador Sobral marca presença no parque do Palácio da Galeria. Quando viveu nos Estados Unidos e em Barcelona, Salvador Sobral desenvolveu múltiplos projetos musicais: compôs e ao mesmo tempo criou performances à volta de Chet Baker, bebeu na bossa-nova e trouxe às suas canções sonoridades da américa latina. Ao controlo da voz, associa o magnetismo e simplicidade cativantes. «Excuse Me», lançado em março de 2016, é o disco de estreia de Salvador Sobral e representa o universo de canções compostas pelo próprio em colaboração com o compositor venezuelano Leonardo Aldrey. A recente vitória no Festival da Eurovisão da Canção com «Amar pelos dois» projetou-o para a admiração dos portugueses e para uma promissora carreira internacional.
A brasileira Gabi Buarque atua, no dia 22, no pátio do Palácio da Galeria. Nascida, no Rio de Janeiro, Gabi Buarque é cantora, compositora e instrumentista. Aos 17 anos começa a cantar profissionalmente, ao mesmo tempo inicia a faculdade de Desenho Industrial e o Curso Técnico de Canto Popular. Concluiu os cursos e, desde essa época, vive de música: gravações, concertos e aulas de canto. Criou o espetáculo «Gabi Buarque canta Chico, versos de Fernando Pessoa» e, em 2011, lançou «Deixo-me acontecer». Em tournée internacional com o segundo cd, «Fiandeira», a cantora apresentou-se em Tóquio, Saitama, Shin-Yurigaoka e Yokohama (Japão, 2016) e, neste momento, realiza uma digressão europeia que inclui Tavira.