O melhor Festival Internacional do Caracol em Castro Marim de sempre


A X edição do Festival Internacional do Caracol registou o maior sucesso de sempre e, durante três dias, de 21 a 23 de julho, milhares de pessoas passaram pelo Revelim de Santo António, consolidando a nova data do Festival, que antes acontecia no mês de maio. Respondendo ao que já nos habitou noutras edições, neste Festival estiveram os melhores aromas e sabores do afamado petisco do caracol, trazidos pela mão dos talentosos cozinheiros das associações e clubes aderentes e dos chefs de cozinha de Espanha, França e Marrocos, que fizeram equipa, no balcão internacional, com o chef Abílio Guerreiro, formador da Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, num trabalho de fusão de paladares.


A internacionalidade do cartaz cultural também marcou esta edição, com espaço para a música portuguesa, francesa, espanhola e marroquina. De Portugal, o grupo popular «Os Vocalistas», o projeto «Amar Guitarra», de Pedro Mendes, João Cuña e Luís Fialho, num deslumbrante diálogo entras as suas guitarras em diversos estilos musicais, e «Sangre Ibérico», banda portuguesa que funde a tradição musical lusa ao flamenco. A destacar ainda o concerto da Banda Musical Castromarinense, a representação de Castro Marim em palco. A França foi apresentada pela atuação do professor e bailarino Michel Sapateado, também considerado por muitos como o pai do sapateado em Portugal. O grande concerto de sábado foi de Raúl Rodriguez, produtor, compositor, cantor e guitarrista espanhol, filho da reconhecida cantora Martirio. De Marrocos, o som e a dança do grupo grupo Al-Bashirah, com música árabe e oriental, composto também por músicos da Síria, que reúnem as diferentes escolas de música andalusí e as diferentes culturas musicais do mundo árabe.
Aos ingredientes do Festival Internacional do Caracol juntou-se a excelente localização do evento, na Colina do Revelim de Santo António, em Castro Marim, um miradouro privilegiado para o território, com visibilidade a 360º. Grande estímulo ao comércio local e coletividades locais, que se fazem representar nas tasquinhas do evento, o Festival Internacional do Caracol tem o propósito de afirmar Castro Marim como destino dos melhores caracóis do Algarve e potenciar os produtos tradicionais, a cozinha e a cultura mediterrânicas.