Quinta do Lago foi palco do 1.º Campeonato da Europa por Equipas de Golfe Adaptado


A França venceu, no dia 1 de julho, o 1.º Campeonato da Europa por Equipas de Golfe Adaptado, que a Associação Europeia de Golfe organizou, em colaboração com a Federação Portuguesa de Golfe, no percurso Sul da Quinta do Lago. Já a Dinamarca dominou, do princípio ao fim, a Taça das Nações, que decorreu em paralelo.
A França entra para a história como o primeiro campeão europeu de golfe adaptado, com 551 pancadas, 47 acima do Par, depois de jornadas de 164 (em pares foursomes), 160 (em pares greensomes) e 227 (singles). A medalha de prata foi para Espanha, com o mesmo resultado de França, de 551 (+47), mas com pior exibição nos singles (165+155+231). A Inglaterra levou para casa a medalha de bronze, com 558 (165+152+241), +54. O Europeu por Equipas atraiu 32 jogadores com handicap máximo de 18,4 em representação de nove países e jogou-se em stroke play gross. A grande figura foi o francês Charles Henri Quélin, pois foi sempre ele a garantir o melhor resultado de cada dia para França, o que seria decisivo no desempate com a formação espanhola.


Na Taça das Nações, a Dinamarca esteve na frente desde o primeiro dia, totalizando 232 pontos, com jornadas de 64, 69 e 99, seguida uma vez mais da Espanha com 222 (63+65+94) e da Holanda com 217 (62+61+94). A Taça das Nações contou com 26 jogadores com handicap máximo de 36, em representação de oito países e jogou-se em stableford net.
O Campeonato da Europa de Golfe Adaptado teve como diretor de torneio o português João Coutinho, também diretor-técnico nacional da FPG e marcou um nível organizativo elevado que a EGA quererá agora replicar em futuras edições da prova. Estiveram representados a França, Dinamarca, Espanha, Holanda, República Checa, Inglaterra, Finlândia, Israel, Itália, Suécia e Alemanha.

0 comentários:

Enviar um comentário