«Sons Antigos a Sul» rumam à Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe


Integrado na programação de dinamização e valorização dos monumentos da Direção Regional de Cultura do Algarve - DiVaM 2017 – Lugares de Globalização – o «Música no DiVaM» de 4 de agosto dá início ao «Ciclo Sons Antigos a Sul». Trata-se de um projeto anual da Academia de Música de Lagos de promoção e divulgação da música antiga no Algarve, envolvendo ensembles profissionais, nacionais e internacionais, nascido no Verão de 2012, no barlavento.
O VI «Sons Antigos a Sul» mantém a programação na Ermida de Nossa Senhora da Guadalupe [DRCultalg / Vila do Bispo], todas as sextas-feiras de agosto, pelas 17h, tendo já percorrido nestas cinco edições diversos espaços patrimoniais de Lagos, Portimão e Vila do Bispo. Em 2017, estende a sua programação para a Igreja Matriz de Monchique, dedicada a Nossa Senhora da Assunção. «Ode a Maria» é o tema para 2017 e contará com quatro ensembles de craveira nacional e internacional, designadamente: Ensemble Residente «Sons Antigos a Sul», com Eduardo Ramos como convidado especial no alaúde; José Carlos Araújo (Portugal); Le Voci delle Grazie (Holanda / Portugal); e Seconda Pratica (Holanda / Portugal).
O VI «Sons Antigos a Sul» está inserido no Programa de Apoio Sustentado às Artes e Espetáculos, estrutura financiada pela Direção Geral das Artes/Ministério da Cultura, com o apoio da Diocese do Algarve e Município de Monchique. O concerto inaugural é apoiado exclusivamente pela Direção Regional de Cultura do Algarve. O primeiro concerto, «Senhora del Mundo», terá como interpretes Joana Godinho, mezzo-soprano, Daniela Tomaz, flautas e adufe, Eduardo Ramos, alaúde.

0 comentários:

Enviar um comentário