Post Page Advertisement [Top]

Gastronomia, jazz e Orquestra da Armada animaram Open MED

Gastronomia, jazz e Orquestra da Armada animaram Open MED

O Open MED, dia de entrada gratuita no Festival MED, decorreu no domingo, 3 de julho, e marcou o final do evento que desde quinta-feira animou as ruas e ruelas da Zona Histórica de Loulé. No dia em que a gastronomia teve o papel principal, também houve espaço para alguma música e animação, dando a possibilidade a todos aqueles que, por uma ou outra razão, não puderam estar presentes no festival, de ver e sentir um pouco o ambiente que se viveu em Loulé nestes dias.
Assim, como forma de homenagear a Dieta Mediterrânica, decorreram no Mercado Municipal de Loulé dois show cookings dedicados a este Património Imaterial da Humanidade distinguido pela UNESCO. Estas iniciativas contaram com a participação dos chefs Frederico Lopes (Restaurante Tertúlia Algarvia) e Abílio Guerreiro e Margarida Vargues (Associação In Loco), que apresentaram criações inovadoras com produtos locais como cataplana de robalo com bivalves e marisco, sarrajão marinado, salada de bulgur com tâmaras, figos e amêndoas com cavala confitada em citrinos com compota de tomate, baklava de pistachios, figos e creme de alfarroba ou bolo de maçãs, tâmaras, laranja e alfarroba. Também nos espaços de restauração do recinto o visitante pôde saborear o que países como o Egito, o México, Marrocos ou a Grécia têm para oferecer a nível gastronómico.
No que diz respeito à música, o Palco Cerca recebeu, pelas 21h30, um concerto surpreendente da Banda de Música da Armada Portuguesa, que integra músicos da Marinha, e que trouxe a Loulé grandes clássicos de artistas mundialmente reconhecidos como Frank Sinatra ou Phil Collins. O teatro esteve pelas ruas, com os grupos Ao Luar Teatro e Vicenteatro, mas vários performers animaram o recinto, desde a Associação Satori que trouxe a magia dos espetáculos de fogo, aos ritmos frenéticos das percussões dos Rhakatta e dos metais dos Al Fanfare, até à música medieval de Eduardo Ramos. Cerca de meia centena de bancas de artesanato deram o colorido às ruas e foram também um atrativo para o visitante que teve a oportunidade de adquirir produtos de todo mundo mas também objetos elaborados ao vivo por artesãos locais.
Já no Palco Bica, foi apresentado o 22.º Festival Internacional de Jazz de Loulé, com a presença do convidado especial o guitarrista Tuniko Goulart e do cantor Dino D’Santiago. Julho é mês de jazz em Loulé, e nesta edição o Festival terá vários momentos. A sétima arte junta-se a esta festa, no dia 7, com a Exibição Cinematográfica Cinema/Jazz. A Mina de Sal-Gema de Loulé é palco de um showcase de apresentação do cartaz do Festival, protagonizado por Mário Laginha que este ano volta a ser o diretor artístico do evento. A pensar nos mais novos, o Jazz Kids tem lugar no dia 16, no Parque Municipal, com um concerto ao ar livre de tÉssa e a banda trolarÉ. No Bar Bafo de Baco, dia 22, é apresentado o concerto «What about Sara».
O programa propriamente dito do Festival decorre de 29 a 31 de julho, a partir das 21h30, com concertos na Alcaidaria do Castelo. No primeiro dia sobem ao palco Gileno Santana e Tuniko Goulart, seguindo-se um concerto com João Mortágua «Janela». No dia 20, Marco Martins Quintet e a dupla Vardan Ovsepian e Tatiana Parra serão os protagonistas da noite. O Festival encerra com a atuação do recém-criado Trio de Jazz de Loulé. Após os concertos haverá diariamente Jam Sessions, no Bar Bafo de Baco.

Bottom Ad [Post Page]