Conjugação de esforços faz renascer torneio emblemático


A Federação Portuguesa de Golfe (FPG), a PGA de Portugal e o grupo NAU Hotels & Resorts assinaram, no dia 23 de fevereiro, em Lisboa, um protocolo que viabiliza o regresso do Open de Portugal @ Morgado Golf Resort aos calendários oficiais do PGA European Tour e do Challenge Tour, por um período de três anos. Miguel Franco de Sousa, presidente da FPG, José Correia, presidente da PGA de Portugal, e Mário Azevedo Ferreira, CEO do NAU Hotels & Resorts foram os rostos de uma parceria sancionada pelo PGA European Tour e pelo Challenge Tour. 
Esta parceria permite levar pela primeira vez ao Morgado Golf Course, situado no concelho de Portimão, a primeira e a segunda divisão do golfe profissional europeu, num torneio de meio milhão de euros em prémios monetários, a contar para o ranking mundial, Corrida para o Dubai (ranking do European Tour) e Corrida para Omã (ranking do Challenge Tour). A data escolhida, de 11 a 14 de maio, é importante porque será o primeiro evento do European Tour de 2017 em solo europeu, depois do circuito ter passado pela África do Sul, Austrália, China, Emirados Árabes Unidos, Qatar, Malásia, México, Índia, Estados Unidos e Marrocos. O mesmo sucede no Challenge Tour, circuito que arranca no Quénia, segue para a Turquia e depois terá este ponto alto da sua temporada no Algarve. 
O Open de Portugal @ Morgado Golf Resort, apoiado também pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, regressa após um hiato que datava de 2010. O evento assume o formato de «dual ranking», à semelhança com o que aconteceu durante anos com o Madeira Islands Open BPI. No caso da segunda divisão europeia, o Challenge Tour, o torneio assume o estatuto de «Major», um dos mais importantes eventos do ano. Em certa medida será mesmo o mais relevante, pois será o único torneio do Challenge Tour em 2017 em que o campeão é imediatamente promovido, ao oferecer uma isenção de um ano no circuito principal, o European Tour.