Equipa de Natação Adaptada do Ferreiras recebida por Carlos Silva e Sousa


Filipe Santos, José Vieira, Alexandre Silva e João Pedro Antunes, da equipa de natação adaptada do Futebol Clube de Ferreiras, foram recebidos no gabinete do presidente da Câmara Municipal de Albufeira, no dia 21 de março, data que assinala o Dia Internacional da Síndrome de Down. Carlos Silva e Sousa felicitou os atletas pelos resultados excecionais alcançados recentemente, para mais pertencentes a um clube da terra do qual é sócio há largos anos. “Tenho muito orgulho nestes verdadeiros campeões; num clube que faz um trabalho extraordinário, não só a nível da natação, mas de muitas outras modalidades; e nas famílias, que são os pilares destes jovens e, muitas vezes, se sacrificam para que eles possam praticar desporto e alcançar os seus sonhos”, salientou o autarca.
Em fevereiro, os quatro nadadores com Síndrome de Down conquistaram vários títulos nos Campeonatos Nacionais de Natação Adaptada, na Mealhada. Filipe Santos bateu o recorde do mundo ao fazer 25 livres em 14’15’’, superando o anterior recordista de 2007 da África do Sul. No total, a Equipa de Natação Adaptada do F.C. de Ferreiras trouxe para Albufeira oito medalhas de ouro individuais, duas em estafeta e duas medalhas de prata, tendo sido a mais medalhada na classe S21.
A acompanhar os atletas na visita aos Paços do Concelho estiveram o presidente do F.C. de Ferreiras, António Colaço, a responsável pela área de Natação do Clube, Sónia Demétrio, o treinador da equipa, Paulo Sousa, e alguns familiares. Quando questionado acerca da chave do sucesso desta equipa, Paulo Sousa confessa que “basta dar oportunidade e trabalhar afincadamente”. Os quatro nadadores treinam todos os dias e isso reflete-se nos resultados. “Eles têm evoluído muito depressa a todos os níveis. O desporto tem também a vertente de torná-los mais autónomos, mais sociáveis, mais saudáveis e mais responsáveis”, explica o treinador, aplaudido pelos pais dos atletas que emocionados confessaram “ser ótimo saber que alguém aposta neles e lhes dá oportunidade de serem e fazerem mais, para que não se limitem a ficar em casa e tenham um incentivo de vida”.


O projeto começou apenas com Filipe Santos e, pouco a pouco, foram surgindo os outros atletas que deram origem à equipa de estafetas, “a mais rápida a nível nacional”, garante o treinador Paulo Sousa. “Tem sido uma grande aventura. Todos temos crescido com esta experiência, aprendemos a ser mais humildes, a respeitar mais e a perceber que se trabalharmos com dedicação e respeito conseguimos atingir os nossos objetivos”, conta Sónia Demétrio, orgulhosa por poder afirmar que “somos a equipa que apresenta maior inclusão, eles estão sempre juntos a torcer uns pelos outros”.
O presidente do Clube relembrou que o Ferreiras tem em curso um projeto de inclusão através da natação, dando aulas gratuitas a diversas crianças do concelho com necessidades educativas especiais. “Queremos que este projeto cresça e que possa abranger mais jovens, tornando Albufeira num bom exemplo a este nível”. O F.C. de Ferreiras tem atualmente cerca de 400 atletas, 340 dos quais são federados.