Ana Benavente participa em mais um «Horizontes do Futuro»

A antiga Secretária de Estado da Educação, Ana Benavente, vai estar em Loulé, no dia 20 de abril, pelas 21h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, para apresentar mais uma conferência integrada no Ciclo «Horizontes do Futuro», com o tema «A Educação para todos, a democracia e o nosso futuro».
A Educação constitui uma dimensão central da vida de cada pessoa e da vida das sociedades. Com efeito, a democracia, a economia e o bem-estar social prendem-se com os níveis educativos de cada comunidade e de cada país. A Escola, instituição educativa por excelência, e os caminhos para a sua transformação são, no entanto, motivo de polémicas que revelam uma realidade conservadora e difícil de evoluir no sentido da democratização e da adequação aos desafios do mundo atual. Partindo da situação portuguesa, questiona-se o papel da Educação na democracia e no nosso futuro.
Ana Benavente é Licenciada em Ciências da Educação, pela Universidade de Genebra, na Suíça (1970), e Doutorada em Sociologia da Educação (1985), pela mesma Universidade. Investigadora principal do ICS, desde 1993, é Professora catedrática na ULHT. Foi Secretária de Estado da Educação nos XII e XIII Governos Constitucionais (1995-2001) e Deputada na Assembleia da República, no período de 1995-2005. Desempenhou ainda, entre outros cargos, o de Membro do Comité do CERI (OCDE), Paris (1996-2002); Vice-presidente do Conselho do BIE, Bureau International de l’Education, Genève, Suíça (2001-2006); e Consultora da Unesco, BREDA, ADEA, Banco Mundial
De entre as suas principais obras publicadas destacam-se Escola, Professoras e Processos de Mudança, Lisboa, Livros Horizonte,1986/1997, 2ª edição; Do Outro Lado da Escola (coautoria), Lisboa, Ed. Teorema, 1992/2000, 2ª edição; A Literacia em Portugal. Resultados de uma pesquisa extensiva e monográfica (coord.), Lisboa, Fund. Calouste Gulbenkian, 1996; Lutte contre la pauvreté et l’éducation pour l’inclusion: transformer l’école en afrique subsaharienne. (in Port., French, English) PERSPECTIVES, UNESCO, nº 2, junho, 2008; e Pátria Utópica (coautoria), Lisboa, Ed. Bizâncio, 2011. Recebeu as seguintes condecorações: Comenda de Isabel a Católica, atribuída pelo Rei de Espanha, em 2000, e Ordem de Grande Oficial Infante D. Henrique, atribuída pelo Presidente da República de Portugal, em 2005.