ARS Algarve vai cooperar com Loulé e São Brás de Alportel nos Rastreios de Acuidade Visual na Infância


Todas as crianças integradas no ensino Pré-escolar e Primeiro ciclo do concelho de São Brás de Alportel e do Pré-escolar da Rede Pública e Solidária do concelho de Loulé, assim como os jovens até ao ensino secundário com situações detetadas ou sinalizadas pelos professores, vão ter acesso ao Rastreio de Acuidade Visual Infantil realizado pela Administração Regional de Saúde do Algarve, no âmbito de um protocolo de cooperação assinado, no dia 3 de abril, com as Câmaras Municipais de Loulé e São Brás de Alportel para a Promoção da Saúde Visual na Infância. O Rastreio é gratuito e vai ser efetuado pelas Unidades de Cuidados na Comunidade Al-Portellus e Gentes de Loulé com as Equipas de Saúde Escolar e em colaboração com as Equipas de Saúde Infantil das unidades funcionais dos respetivos concelhos, com o objetivo de prevenir e identificar precocemente potenciais alterações oftalmológicas nas crianças.
Após a deteção precoce, as crianças, em caso de necessidade, serão atempadamente referenciadas para a consulta de oftalmologia da unidade de Faro do Centro Hospitalar do Algarve para confirmação do diagnóstico e o respetivo tratamento. “Esta parceria com estas duas autarquias é um excelente exemplo do novo ciclo que este Conselho Diretivo está a iniciar de maior abertura à comunidade e de diálogo com as entidades locais e regionais, para encontrarmos soluções em prol do bem-estar da população”, considera o Presidente da ARS Algarve, Paulo Morgado, destacando a importância do reforço da articulação e das sinergias entre as autarquias e a ARS Algarve para, em conjunto, “irmos ao encontro das necessidades identificadas e juntos melhorarmos os cuidados de saúde prestados às nossas populações e contribuirmos para reforçar a confiança nos nossos serviços públicos de Saúde no Algarve”.
No âmbito deste protocolo de cooperação, as autarquias vão proceder à aquisição dos equipamentos necessários à realização do rastreio, disponibilizando-os às equipas de saúde escolar das UCC do respetivo concelho, à contratação de prestação de serviço de médico oftalmologista para, em caso de necessidade, fazer o eventual acompanhamento das situações identificadas, assim como informar e articular com os agrupamentos de escolas do concelho com vista à participação das crianças no rastreio. As equipas de saúde escolar das UCC, após articulação com a direção dos agrupamentos de escolas envolvidas, vão efetuar o rastreio em contexto escolar e encaminhar para o médico de família, através do encarregado de educação, as crianças com rastreio positivo e necessidade de consulta de especialidade para posterior referenciação para o Centro Hospitalar do Algarve.