Larguito Claro distinguido com Medalha de Ouro do Ministério da Saúde


O Diretor do Serviço de Dermatologia do Centro Hospitalar do Algarve, Larguito Claro, foi um dos profissionais de saúde distinguidos com a Medalha de Mérito da Saúde, Grau Ouro, atribuída pelo Ministério da Saúde no Dia Mundial da Saúde 2017. A proposta partiu do Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde do Algarve, como forma de reconhecimento do profissionalismo e dedicação ao longo da sua carreira em prol da melhoria da acessibilidade de todos os cidadãos aos cuidados de saúde, nomeadamente, na área da dermatologia, constituindo-se como uma referência a nível nacional e do qual a Região de Saúde do Algarve muito se orgulha. A distinção foi entregue pelo Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, no dia 7 de abril, no Teatro Thalia, em Lisboa.
Dr. João Maria Larguito Claro nasceu a 8 de setembro de 1947, em Olhão, onde frequentou o ensino primário. Prosseguiu os estudos no Liceu Nacional Salvador Correia em Luanda, Angola, que terminou em 1964. Iniciou a frequência do Curso de Medicina em 1964, nos Estudos Gerais Universidade de Angola e terminou a licenciatura em Medicina pela Faculdade de Medicina de Lisboa em 1972.
Em setembro de 1974 é integrado no corpo clínico do Hospital Militar de Luanda, no Serviço de Dermatologia, onde permaneceu até início de novembro desse ano, altura em que foi colocado numa Unidade Militar no Leste de Angola. Durante a permanência no Hospital Militar, iniciou o estudo da especialidade de Dermatologia. Em novembro de 1975, por ausência do responsável, assume o Serviço de Dermatologia do Hospital Universitário de Luanda, com a colaboração de cooperantes estrangeiros, até outubro de 1977, voltando a ocupar o cargo entre 1979 e 1981. Especialista em Dermatologia pela Ordem dos Médicos e com Formação Dermatológica atribuída pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro - Hospital Pedro Ernesto em 1984. 
Foi bolseiro da Organização Mundial de Saúde, em 1987, na área da Lepra em Manilla e também na área das doenças sexualmente transmissíveis. Em 1989, em Sidney, Austrália, foi membro da International Union Against the Veneral Diseases and Treponematoses. Do seu vasto currículo a nível nacional destaca-se ainda a passagem, de 1993 a 1999, pelos Serviços de Saúde de Macau onde assumiu o cargo de Diretor. Entre 2002 e 2007 desempenhou funções de gestão na administração do Hospital de Faro no cargo de Diretor Clínico. Assistente Graduado de Dermatologia, atualmente exerce o cargo de Diretor do Serviço de Dermatologia do Centro Hospitalar do Algarve.
Em 2016, foi distinguido pelo trabalho realizado ao nível do rastreio/triagem teledermatológica, com o prémio de Personalidade do Ano em Telemedicina, distinção atribuída pelos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, em conjunto com o Grupo de Trabalho de Telemedicina da Administração Central do Sistema de Saúde. Foi o médico que mais expandiu o apoio do seu serviço aos cuidados de saúde primários, através de teleconsultas em tempo real, aumentando de 562 para 1358, no período entre 2011 a 2015, tendo-se destacado, em 2016, por ter dado a melhor resposta nacional através do rastreio teledermatológico aos pedidos da primeira consulta realizados pelos médicos de família.
Os resultados alcançados nesta área em muito ficam a dever-se ao seu profissionalismo e dedicação incondicional que, com a sua inexcedível disponibilidade, energia e motivação tem sido o grande impulsionador do uso das novas tecnologias em prol da melhoria da acessibilidade de todos os cidadãos aos cuidados de saúde, sendo um exemplo para todos e em particular para os médicos em início de profissão, os quais faz questão de receber e acompanhar ao longo do seu internato, tanto no seu serviço, como quando já se encontram nas unidades de cuidados de saúde primários da região algarvia.