«Casa do Avô» de Vila Real de Santo António completa 9.º aniversário


O projeto «Casa do Avô» assinalou o seu nono aniversário no Dia dos Avós e celebrou a data com os utentes que diariamente beneficiam desta valência pioneira criada pelo município de Vila Real de Santo António. Atualmente, o equipamento dá assistência a uma centena de utentes (e famílias), representando um investimento municipal de cerca de 200 mil euros/ano.
Entre as várias atividades ao dispor dos «avós» encontram-se aulas de ioga e de expressão plástica, ateliês de culinária ou sessões de terapia musical e fisioterapia. É ainda fornecido o transporte diário entre a habitação e as instalações, bem como as refeições diárias. “Este projeto, inovador em Portugal, está a melhorar a qualidade de vida dos idosos do concelho que estão em situação de isolamento, proporcionando um importante apoio social através de novas técnicas de terapia ocupacional. Mais do que um centro de dia, a Casa do Avô é já uma unidade especializada no acompanhamento da população sénior do concelho a que se soma a assistência transversal em áreas como os cuidados básicos de saúde, as terapias ocupacionais ou o desenvolvimento de competências”, explica Conceição Cabrita, vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António.
Para isso, o equipamento dispõe de uma equipa multidisciplinar constituída por um animador sociocultural, auxiliar de geriatria, um técnico de desporto, fisioterapeuta, psicólogo, massagista, enfermeiro e técnico de serviço social. A Casa do Avô possui dois polos no concelho de Vila Real de Santo António: um está sediado na cidade, junto ao Mercado Municipal, enquanto o outro se encontra localizado no Centro Comunitário de Monte Gordo. O projeto já foi reconhecido por diversas entidades, tendo estado também na base da atribuição do prémio de «Autarquia + familiarmente responsável» a Vila Real de Santo António.