Centro de Ténis de Faro: Há 34 anos a promover o desporto e a atividade física



Realiza-se, de 24 de fevereiro a 4 de março, a 27.ª edição do «Faro Future Portugal 2», prova organizada pelo Centro de Ténis de Faro e pela Junta de Freguesia do Montenegro, com um prize money de 15 mil dólares e a contar para o ranking mundial do ATP Tour. O torneio é um dos maiores eventos desportivos do concelho de Faro e há mais de três décadas que o Centro de Ténis de Faro se dedica a promover o desporto e o exercício físico junto de miúdos e graúdos.

Texto: Daniel Pina | Fotografia: Daniel Pina

O Centro de Ténis de Faro (CTF) comemorou, no dia 11 de fevereiro, 34 anos de existência e muito do seu crescimento se deve, sem dúvida, ao sócio fundador e Presidente da Direção José Rosa Nunes, mercê de uma enorme paixão por esta modalidade e de muita carolice em prol do clube da terra e da causa do desporto. Com passos seguros, sem grandes atropelos, se tem feito a história do CTF, com classes logo a partir dos três anos de idade (baby ténis). “Temos à volta de 300 sócios e todos os dias o clube é frequentado por mais de 100 pessoas. De há 15/20 anos para cá existem seis campos, depois de termos iniciado a atividade com três. Mais recentemente temos crescido bastante no padel, já com seis campos também. A tudo isto soma-se um campo de futebol”, descreve o professor numa rápida visita às instalações.

Os sócios são praticamente todos de Faro, com o remanescente a serem turistas que estão de férias no concelho – não estivéssemos nós a poucos minutos de distância do Aeroporto Internacional de Faro – mas também alunos da Universidade do Algarve, com o polo das Gambelas logo ao virar da esquina. “Normalmente são jovens que praticavam ténis nas suas localidades de origem e aqui têm possibilidade de dar continuidade à sua paixão por esta modalidade”, refere, confirmando igualmente que a maior parte dos associados frequentam o CTF simplesmente por lazer. Apesar disso, a equipa do clube é sobejamente conhecida pelos seus resultados de excelência nos campeonatos regionais e nacionais, tanto no ténis como no padel, para orgulho do entrevistado. “Todos os anos ganhamos títulos, o que só é possível graças ao muito trabalho e empenho destes atletas e dos seus treinadores. Normalmente é a partir dos 10 anos que os miúdos escolhem qual é a sua grande paixão, é o momento de se fazer a triagem daqueles que pretendem seguir o rumo da competição. Dos três aos 10 anos, a nossa maior preocupação é motivar os jovens para as boas práticas desportivas e para ocuparem os tempos livres de forma saudável e com muito exercício físico”, salienta.  

| Designed by Colorlib