Exército Português patrulha Loulé no período crítico dos incêndios florestais



No âmbito do protocolo de cooperação existente entre o Município de Loulé e o Exército Português - Regimento de Infantaria N.º 1, e de forma a dar continuidade à estratégia preventiva adotada pela Câmara Municipal de Loulé no âmbito da Defesa da Floresta Contra Incêndios, pelo terceiro ano consecutivo o Exército integra o dispositivo de Vigilância e Patrulhamento Municipal. Assim, durante o período crítico de incêndio florestal (de 1 julho a 30 setembro), o Exército vai estar nos espaços florestais e rurais no Concelho, visto que é tendencialmente aquele em que o índice de risco é maior, por forma a diminuir a probabilidade da sua ocorrência, reforçando também a segurança das populações e dissuadindo comportamentos negligentes.

O patrulhamento militar é efetuado diariamente através uma viatura 4x4 com três elementos, realizando em média 140 quilómetros por dia na zona interior do território. Além do Exército Português constituem ainda o Dispositivo de Patrulhamento e Vigilância no Concelho o Serviço Municipal de Proteção Civil, a Equipa Municipal de Intervenção Florestal, as Brigadas de Jovens do Programa de Voluntariado Jovem, a Guarda Nacional Republicana, a Equipa de Sapadores Florestais da Associação de Produtores Florestais da Serra do Caldeirão e os Vigilantes da Natureza do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (que operam na zona da Ria Formosa). Existem ainda no Município duas Torres de Vigia (Zebro e Malhão), ambas na freguesia de Salir.     

Recorde-se que o Concelho de Loulé é o maior da região do Algarve, com cerca de 764.39 quilómetros quadrados, em que 40 por cento do total da área é ocupada pelas classes de perigo florestal muito elevada. Inclui as áreas de Paisagem Protegida da Rocha da Pena e Fonte Benémola, sendo que cerca de 54 por cento do território municipal é abrangido pela Rede Natura 2000. De referir também que, de acordo com o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, no Algarve Loulé é o município que tem o maior número de aldeias e aglomerados (141) integrados nas quatro freguesias - Alte (33), Ameixial (16), Salir (54) e União de Freguesias (38) - consideradas com o primeiro grau de prioridade no âmbito Defesa da Floresta Contra Incêndios.

Exército Português patrulha Loulé no período crítico dos incêndios florestais Exército Português patrulha Loulé no período crítico dos incêndios florestais Reviewed by Daniel Pina on julho 12, 2018 Rating: 5

Publicidade