Bienal de Turismo de Natureza de Aljezur lança desafio ao Algarve



«Sustentabilidade» é o tema central do desafio que a Bienal de Turismo de Natureza (BTN'19), a realizar em Aljezur de 22 a 24 de fevereiro, pretende lançar à região do Algarve, como mote de reflexão para o desenvolvimento deste território nos próximos anos. Num encontro que visa juntar profissionais do turismo, empresários, decisores públicos, entidades certificadoras e investigadores em torno do setor do Turismo, naquela que é a principal região turística do País, o objetivo é dar um forte contributo para este tema, colocando-o na agenda do desenvolvimento regional.

A Vicentina – Associação para o Desenvolvimento do Sudoeste, promotora do evento, não tem dúvidas quanto ao efeito predador de recursos naturais, patrimoniais, humanos e identitários que a indústria do turismo pode provocar e, consequentemente, da importância do planeamento estratégico e da operacionalização de medidas para a sustentabilidade. Depois da Organização Mundial do Turismo das Nações Unidas (UNWTO) ter dedicado o ano de 2017 ao tema da «Sustentabilidade» - tendo em conta que, em 2030, 1,8 biliões de turistas vão cruzar fronteiras - a BTN'19 inspira-se nessa preocupação global e regional e pretende desafiar o Algarve a olhar para um futuro mais sustentável, com especial atenção para as zonas de baixa densidade e áreas protegidas, onde um impacto turístico menos pensado pode causar danos irreparáveis.

A BTN'19 tem já confirmado um lote de oradores ligados às principais ferramentas de certificação e diretrizes de boas práticas, pensadas por equipas dedicadas à temática do desenvolvimento sustentável, entre os quais Luigi Cabrini, da Global Sustainable Tourism Council, Fátima Vieira, coordenadora nacional da Green Key, Paulo Castro, da Carta Europeia do Turismo Sustentável do Europarc, Ana Garcia, presidente da Accessible Portugal e Patrícia Araújo, CEO da Biosphera Portugal. Os debates vão ser dinamizados, também, através de um conjunto de mesas redondas, onde intervenientes regionais e nacionais irão juntar conhecimento e contribuir para a reflexão do desafio que nos coloca a sustentabilidade.


A BTN’19 vai ter também uma forte componente de conhecimento relativo ao valor intrínseco da região. Património Natural e Cultural, Atividades de Turismo de Natureza, Qualificação, Gestão e Certificação serão os temas das mais de 50 Oficinas do Conhecimento, disponíveis para todos os que trabalham em empresas de turismo ou relacionadas com o setor, estudantes a procurar conhecimento mais específico ou empreendedores. As oficinas serão apoiadas por mentores de várias instituições, desde a Universidade do Algarve ao Turismo de Portugal, passando por entidades como a Rota Vicentina ou a Almargem, ou empreendedores ligados à dinâmica turística da região.

O recinto da BTN´19, no Multiusos de Aljezur, terá ainda mais três espaços, incluindo uma área expositiva focada em soluções empresariais em torno da sustentabilidade, uma área de negócio B2B apoiada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve – Enterprise Europe Network, e um espaço lúdico onde vai decorrer um arraial que não vai esquecer o desafio deste evento. A organização ainda guarda em segredo o aspeto visual do evento, que pretende ser inovador e em linha de conta com o desafio proposto pela organização. A realização da BTN'19 é possível pelo cofinanciamento CRESC Algarve 2020 e do Município de Aljezur e conta com um vasto leque de parceiros, com destaque para a Região de Turismo do Algarve, Associação In Loco e Associação Terras do Baixo Guadiana.

| Designed by Colorlib