Post Page Advertisement [Top]

Algarve promove-se como destino de férias seguro

Algarve promove-se como destino de férias seguro


O Algarve está a promover-se como destino de férias seguro e acolhe, em abril e maio, um conjunto de debates e ações de sensibilização dedicados à segurança, proteção e bem-estar dos turistas, que resultam da colaboração entre a Região de Turismo do Algarve (RTA), a Safe Communities Portugal, o Ministério da Administração Interna e outras entidades públicas e privadas com papel ativo nesta matéria.

O primeiro momento é o seminário «Algarve, um destino seguro», que decorre a 10 de abril (das 15h e às 18h, no Auditório do Museu de Portimão) e cujo objetivo é promover uma reflexão conjunta sobre as políticas, medidas e ações que continuem a fazer da região um dos locais turísticos mais seguros do mundo. Este momento, direcionado sobretudo a profissionais do setor do turismo, conta com a participação da Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, do presidente da RTA, João Fernandes, do Presidente da Associação Safe Communities Portugal, David Thomas, da presidente da Câmara Municipal de Portimão, Isilda Gomes, e de representantes de entidades como a Polícia de Segurança Pública (PSP), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV).


Durante o período das férias da Páscoa têm lugar duas ações de sensibilização, em dois dos principais pontos turísticos do Algarve: o aeroporto de Faro (15 de abril) e o centro comercial MAR Shopping Algarve, em Loulé (17 de abril). O intuito é, através do contacto direto com o público, partilhar de forma positiva e descontraída todas as informações turísticas e de segurança no Algarve. Estas ações são promovidas pela Safe Communities Portugal no âmbito de um protocolo com o Ministério da Administração Interna e contam com a participação da RTA. A perspetiva abrangente sobre as questões de segurança e proteção será debatida na Conferência «Turismo – Responder aos efeitos das alterações climáticas e dos eventos de elevado impacto», no dia 10 de maio (das 9h30 e às 17h30, na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, em Faro), naquela que será a primeira conferência a nível nacional a debater estes temas.

Criar uma maior sensibilização no setor do turismo para o risco de eventos de alto impacto e as medidas de prevenção e proteção atualmente em vigor, partilhar as melhores práticas no setor nestas áreas e identificar em que matérias poderão ser aplicadas melhorias são alguns dos objetivos deste encontro, que juntará entidades como a RTA, Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), ANA - Aeroportos de Portugal, Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) ou a Direção-Geral da Saúde. “A segurança e o bem-estar são fatores fundamentais na escolha de um destino de férias e o Algarve tem apostado neste domínio. Em 2018, por exemplo, fomos pioneiros em discutir a trilogia «animação noturna, álcool e segurança», juntando num seminário os municípios, forças de segurança, hoteleiros, animação noturna e governantes”, aponta João Fernandes, presidente da RTA, acrescentando ainda que: “Agora, face a novos fatores - tão distintos com o aumento de fluxos turísticos ou o possível impacto das alterações climatéricas - é essencial que todos os agentes, direta e indiretamente, relacionados com o setor do turismo tenham capacidade de rápida adaptação e contribuam de forma ativa para que o Algarve continue a entregar altos níveis segurança e proteção a quem o escolhe como destino de férias”.

Bottom Ad [Post Page]